23 de mar de 2019

HÁ CONSOLO EM CRISTO

A paz do Senhor Jesus Cristo aos irmãos de toda parte da Terra.
E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós.
Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação?
E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez.
E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.
Lucas 23:39-43

Este trecho trazido por Lucas no Evangelho fala a respeito de um homem sobrecarregado de culpa pelo que fez durante a sua vida. A morte de cruz era um castigo destinado à ladrões e Dimas (o ladrão) reconhecia que ela era justa para seu fim. 

É bem verdade que quando nos aproximamos do nosso fim, passamos a pensar em nossas culpas e no quanto desperdiçamos a vida longe dos caminhos de Deus. O temor da condenação afligia aquele homem. 

Bem perto de tudo acabar, Dimas teve a oportunidade de se arrepender e pedir ao Salvador: "Lembra-te de mim no teu Reino" e Jesus respondeu que se lembraria. O ladrão foi ouvido quanto ao que temia e creio que, ao ouvir as palavras de Jesus, o medo teve que deixá-lo e este homem foi inundado por uma paz que bem provavelmente nunca tivera experimentado. 

Jesus Cristo é Aquele que sabe, em poucas palavras, nos consolar e encher de paz. 

Este é Aquele que ressuscitou o filho da viúva, é Aquele que curou pessoas pelo pedido de seus amigos, é Aquele que curou o filho endemoniado para que os pais tivessem paz. Este é o Nosso Senhor e Salvador que nos ouve e nos atende quanto ao que tememos.

Deus os abençoe. Amém 

21 de mar de 2019

A Apostasia e a falta de amor

Bom dia

Hudson Taylor disse: "Se eu tivesse cem vidas, teria dado todas pela China".

A pergunta que ecoa em mim diante dessa frase dita por um homem que deu exemplo de fé e despojamento da vida terrena é: o que tenho feito para que Cristo seja gerado nas vidas de outras pessoas?

Vivemos dias onde a necessidade carnal prevalece. A história é sempre a mesma, não temos tempo pra interceder, não temos tempo pra ir numa outra cidade ou no vizinho levar o Evangelho porque tenho que trabalhar pra ter dinheiro.

Estamos no tempo da Apostasia predito na Bíblia, onde somos cheios de nossas próprias razões e vazios da vontade de Deus.

O dinheiro é o que menos nos importará daqui a alguns dias. Mas o quanto nos despojarmos e levar o Evangelho dará frutos eternos.

Pense, ainda há tempo de orar mais, buscar e compartilhar mais a Palavra de Deus.

"Ame aos outros como eu vos amei" (Jesus )
Ele nos amou acima de sua própria vida.

18 de mar de 2019

ALGUNS MOTIVOS PARA ORAR

Bom dia.
A paz a todos.

Alguns motivos para orar:

"Lamentai as vossas misérias e chorai" - Tiago 4: 9 a.

Este é um conselho de alguém que aprendeu algo com Jesus e compartilhou do seu aprendizado. Mas o que significa lamentar - se por nossas misérias? Quais são estas misérias?

As misérias que Tiago se refere é tudo aquilo que há dentro de nós e não se parece com Cristo. O conselho que Tiago nos dá é: chore, clame, suplique diante de Deus por aquilo que você precisa para ser parecido com Jesus em oração.

Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. 1 Timóteo 6: 9

Os tesouros do mundo saltam aos nossos olhos, e amar qualquer coisa deste mundo nos afasta de Deus.
Ore para que os desejos pelas riquezas do mundo sejam afastados, ore todos os dias  para que seu coração mantenha - se desejando o Reino de Deus.

Deus abençoe.

6 de mar de 2019

O homicídio de irmãos.

Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos; quem não ama a seu irmão permanece na morte. Qualquer que  aborrece (grego odeia) a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem permanente nele a vida eterna. 1 João 3 : 14 e 15.

Assim como amar o irmão de forma perfeita implica em dar sua vida, seja vivendo  a cada dia despojando - se de si mesmo; também existe uma forma de matarmos um irmão.

Assustou? Sim, esse assunto é para mexer com o nosso ser.

Amamos quando deixamos de lado o nosso querer, quando sobrepujamos a vontade da nossa carne. E o contrário também é verdadeiro! Quando, com força total, levamos a nossa carne acima de tudo nós cometemos um assassinato por meio de um escândalo.

É assim que os irmãos entram em dúvidas sobre a Palavra que foi pregada por nós. E é assim que ele pode cair num abismo sem volta. É por causa disso que a Bíblia nos ensina: Se você fala de Cristo também deve afastar - se do pecado.

Lembre - se disso. Ame seus irmãos vivendo e fazendo suas escolhas baseadas no testemunho de Cristo pra eles.

25 de fev de 2019

Já pensou sobre o valor que tem uma atitude de amor ao próximo?

Para falarmos do assunto, vamos usar como nosso referencial Aquele que, em todos os tempos, superou qualquer demonstração de amor entregando sua vida por nossa redenção.

“Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, dá muito fruto”. João cap. 12 v. 24.

Quando falamos da boa vontade de Jesus Cristo à nosso favor, normalmente, nos lembramos de sua morte. Mas a vida toda Ele escolheu viver negando-se a si mesmo, baseado na obediência a Deus Pai para que, ao fim, pudesse ser vitorioso. Seus olhos estavam fixos na nossa vitória sobre condenação e morte eterna.

Ele conhecia o fato de que apenas uma falha, colocaria tudo a perder. E Ele foi perfeito.
Pelo espaço de sua vida terrena, não se deixou vencer por aquilo que lhe era ofertado. Nem se deixou envolver por qualquer ambição, desejo terreno ou vanglória. E tudo isso que Ele fez, foi para nos beneficiar.

Se Cristo foi capaz de nos amar dessa maneira e de pensar em nós acima de sua própria vida, Ele espera que também tenhamos atitudes de amor para com o nosso próximo.

Você pode escolher se quer amar o teu irmão, colocando seus interesses em segundo plano para muitas vezes, beneficiar outra pessoa; ou ainda viver apenas para si mesmo. Deixe a luz do amor de Deus entrar no seu coração hoje.

31 de dez de 2018

O GIGANTE DO DESESPERO DE JOHN BUNYAN. Uma passagem sobre o suicídio.

Eu li um livro chamado "O Peregrino", cujo autor John Bunyan traz personagens que representam os amigos e inimigos espirituais numa história que mostra o caminho de todo o cristão para a cidade celestial. 

A parte deste livro que eu gostaria de contar para vocês fala de um homem chamado Cristão e seu amigo Esperançoso. Eles se encontravam no caminho estreito como fora indicado pelo Evangelista, mas neste momento o caminho se tornou difícil para os pés já cansados da viagem. Por toda a dificuldade, eles desejavam um caminho mais fácil que não fizesse seus pés doerem. 

A obediência à Deus sempre é um caminho árduo para nós, pois para estar de acordo com Deus Pai precisamos ir contra a nossa natureza carnal. O caminho fácil que eles desejavam é a nossa própria maneira de viver e resolver as coisas. Tais coisas tem boa aparência no começo, mas levam à um lugar ruim. 

Cristão percebeu que havia um caminho que seguia paralelamente até onde podiam ver. Porém este caminho não era feito de pedras e seria mais agradável caminhar por ele, além disso havia uma pequena escada por onde facilmente os peregrinos poderiam transpassar o muro que separava os dois caminhos. Ele acreditou que por se tratar de um Caminho Paralelo, este também chegariam na cidade celestial. 

Passava pelo Caminho Paralelo um homem para quem Cristão perguntou onde terminaria este caminho, e o homem então respondeu que terminaria na cidade celestial. O que Cristão não sabia é que o nome daquele senhor era Falsa Confiança. 

Agora, certo de que este caminho seria melhor para se andar, Cristão e Esperançoso passaram a seguir Falsa Confiança. 

Tão logo, escureceu e os peregrinos não pudiam mais ver Falsa Confiança. Eles ouviram quando o homem caiu em uma cova funda feita pelo senhor daquele terreno. Esta cova tinha a finalidade de matar homens vãos e insensatos. Quando chamaram para tentar socorrê-lo, só ouviram gemidos do homem e, devido à escuridão, não puderam fazer nada por ele. 

Homens como Falsa Confiança acreditam ter domínio da situação e vão chegar na cidade celestial conforme seu próprio saber e modo de ser, sem considerar a vontade do Dono da cidade celestial. 

Os peregrinos foram alertados por uma voz que disse para voltarem para o caminho de onde saíram. Mas estava escuro e passou a chover tanto que a água começou a inundar o lugar. Eles procuraram um lugar alto e encontraram umas pedras. De tão cansados, adormeceram ali. 

O dono daquele lugar se chama Gigante do Desespero, juntamente com sua esposa a Desconfiança moram no Castelo das Dúvidas.

Os dois peregrinos que estavam dormindo sobre as pedras foram encontrados pelo dono daquele lugar. Sendo o Gigante mais forte, obrigou-os a caminharem até o castelo e os prendeu num calabouço fétido. Ali passaram quatro dias sem comida ou água, apanharam muito e estavam debaixo de muita opressão.

Num destes dias, após apanharem e sem comer, ficaram deitados quase mortos no chão, pois não tinham forças nem para sentar. Desconfiança, então, sugeriu ao marido que desse aos peregrinos ferramentas como faca, veneno e corda para se suicidarem. O Gigante do Desespero tentou convencê-los dizendo: - Por que vocês querem continuar vivos, já que a única coisa que lhes espera daqui em diante é grande sofrimento?

Cristão chegou a considerar que o suicídio seria a melhor saída, mas Esperançoso o aconselhou a se lembrar das anteriores dificuldade que viveram no caminho e venceram, fazendo-o pensar que também venceriam a esta.

Neste momento da história eu gostaria de chamar-lhe a atenção para o fato de que mesmo falando de cristãos, o suicídio também é colocado como uma tentação. Em nossos dias vemos líderes e pastores que sucumbiram no Castelo das Dúvidas e se suicidaram.

Certa vez o Gigante do Desespero se irou contra os peregrinos e queria bater ainda mais neles, mas ele sofreu uma crise de paralisia, onde suas mãos ficaram endurecidas. Creio que Deus os livrou da morte neste momento, porque Ele sabia que mais uma surra naquele estado em que os peregrinos se encontravam seria fatal.

Naquela situação ambos consideravam que a morte era melhor que estar vivos. Mas neste momento Cristão perguntou: Vamos deixar que este Gigante nos domine?

O Gigante usou de várias maneiras para os oprimir, até mesmo mostrar corpos de outros peregrinos que vieram a ser suas vítimas.

Na última noite, ainda sob ameaças constantes do Gigante e sua esposa, os peregrinos se puseram a orar por horas. Foi aí que se lembrou de algo que aconteceu no dia em que conheceu a cruz Daquele que fora morto mas ressuscitou, ele recebeu uma chave chamada Chave da Promessa. E foi com ela que abriram todas as portas para escaparem do Castelo das Dúvidas.

O Gigante teria os seguido, mas teve uma crise que paralisou suas pernas e foi impedido de correr.

Os peregrinos voltaram para o Caminho chamado Estreito e deixaram um aviso para alertar os próximos peregrinos que passassem por alí para não serem enganados.

Tenho, à respeito deste trecho do livro, algumas considerações para compartilhar com os irmãos:


  • O desespero é um gigante mais forte que qualquer homem carnal, mas Cristo nos deu autoridade (poder Dele) através da cruz do Calvário; 
  • A prisão só dura enquanto não fazemos uso das armas espirituais deixadas pra nós;
  • Há um Caminho chamado de Estreito que termina na Cidade Celestial, este caminho também poderá ser chamado de Obediência à Deus o Pai. 
  • Há outro caminho procurado por homens que querem seguir seus próprios métodos, este parece ser agradável mas seu fim é doloroso. 
  • Uma vez que saímos do Caminho Estreito, voltar é bastante custoso.
Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz a perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Mateus 7: 13 e 14.   























27 de dez de 2018

SEI ESTAR ABATIDO COMO SEI TER ABUNDÂNCIA

A paz do Senhor Jesus Cristo a todos os irmãos.

Em Filipenses capítulo 4 versículo 12, o apóstolo Paulo nos confiou algo que recebeu de Cristo e considerou importante para que nós aprendêssemos também. Veja:
Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.
Ele mostrou nestas palavras que recebeu, da parte de Deus, orientação para estar preparado e fortalecido tantos nas situações de necessidade quanto nas de fartura. Isso nos ensina uma preciosa lição. 
O que eu quero mostrar a vocês é que há cristãos que não sabem lidar com momentos difíceis, outros já entenderam que nestes momentos é necessário buscar fortalecimento em Cristo através da comunhão, da oração, o clamor, etc. Mas dificilmente vemos um cristão instruído a passar pelo momento de abundância. Este é o mais perigoso para qualquer um que se considera seguidor de Cristo. 
Há uma segurança em estar bem, há uma calmaria em ter o que precisamos. E de repente a necessidade de orar tornou-se branda. A felicidade de ter o que se almejou vai produzindo lentamente um distanciamento de Deus e consequentemente uma frieza espiritual. 
Segundo o apóstolo Paulo, devemos então estar sempre atentos à tentação do inimigo. Não podemos nos deixar inundar por uma falsa alegria de ter qualquer tipo de riqueza nesta terra. Ele mostra com exemplo que sua consciência está ligada ao céu e não às coisas terrenas. Esta é a forma pela qual Paulo não se deixou corromper quando tinha com fartura ou abater quando padecia necessidade. Assim também nós devemos ser. Viver todos os dias sabendo que nosso lugar é na g lória do Pai e não aqui. Caso você tenha algo que considere de grande valor, viva como se não tivesse; por outro lado se não tiver algo que seu coração considera importante, despoje-se desse sentimento. Fique atento, pois o inimigo não medirá esforços para tirá-lo da comunhão com Deus. 
Se nos despojarmos das coisas materiais então seremos como Jesus disse em Mateus capítulo 5 versículo 3: Bem aventurados os pobres de espírito porque deles é o Reino do céu. 

10 de set de 2018

UM ALERTA AOS PAIS

A paz do Senhor Jesus Cristo à todos os nossos irmãos ao redor do mundo. 

Gostaria de lhes falar a respeito de um problema que tem ocorrido, não apenas no Brasil, mas tem atingido o mundo e que possivelmente esteja acontecendo bem perto de você agora. 

Há um número cada vez maior de crianças e adolescentes que se automutilam com lâminas cortantes.
As crianças não apenas o fazem como conseguem facilmente esconder de seus pais, pois a grande maioria dos pais desconhecem os sintomas. 

Eles se cortam utilizando lâminas de apontadores ou barbeador, na escola ou em casa, normalmente nos braços ou pernas (partes mais comuns) e usam roupa de frio o tempo todo para esconder. 

Pais fiquem atentos se os seus filhos não querem tirar o agasalho perto de vocês! Também é necessário estar atentos às amizades, ao convívio, redes sociais, e até mesmo ao que ouvem e assistem e vou dizer o porquê. 

A psicologia traz inúmeras possíveis causas para o que eles chama de um "transtorno", porém eu digo que este mal está completamente ligado ao reino espiritual que nos rodeia. Sim, eu afirmo que este é um ataque diretamente contra a vida de nossas crianças e adolescentes. 

Nosso Mestre Jesus disse em João 6: 63 que há um espírito por traz de Suas Palavras e que suas Palavras nos trazem vida. Nós podemos reconhecer a vida de Jesus que vem para nós quando recebemos a Sua Palavra. Mas o que eu gostaria de chamar a sua atenção é para o fato que fora de Cristo há também um espírito, só que este traz morte nas palavras. Temos vários exemplos de desenhos, seriados e até música que trazem a mensagem de suicídio com muita clareza, e todos estes são amplamente conhecidos. 

Seguem alguns trechos com exemplos:

Naruto - um desenho de origem Japonesa, disponível na internet em nosso idioma.



13 Reasons Why - um seriado de origem americano também disponível para os nossos filhos. 

O espírito de suicídio através da música. E o interessante é que eles declaram isso com toda naturalidade. 


O objetivo deste ataque é levar nossas crianças e adolescentes ao suicídio. Tudo começa por alguns pensamentos ruins que levam à mutilação, em pouco tempo os cortes se tornam profundos numa tentativa real de suicídio. Em pesquisas sobre o assunto, descobri que em alguns casos, há uma estimativa de tempo entre o primeiro corte e o suicídio de apenas 6 meses. 

Em conversas com a minha filha adolescente eu cheguei a ficar admirada de saber a proporção que isso está chegando. Pais, estejam alertas! Não pensem que este mal nunca acontecerá dentro de suas casas. Até mesmo os jovens envolvidos com a igreja estão apresentando este problema. 

Por este fato, decidimos criar algumas estratégias contra este mal. A oração foi o primeiro passo, depois desenvolvemos palestras para escolas e também disponibilizamos contatos de pessoas que podem estar conversando tanto com as crianças como também orientando os pais. Se você está vivendo esta situação, entre em contato conosco através dos comentários no blog para deixar seu contato ou do e-mail: cibelegraneiro@gmail.com . Vamos auxiliá-lo. 

Dialogue com seus filhos sobre isso, oriente-os sobre as questões difíceis pra eles, e mostre o que o reino espiritual é capaz de fazer. A solução para as nossas crianças é exatamente a mesma que traz cura para nós - a graça do Senhor Jesus Cristo. Dê a seus filhos a oportunidade de conhecer Jesus Cristo, essa missão é sua responsabilidade antes de qualquer outra pessoa. Que Deus o Pai capacite cada um de vocês para esta missão. 


3 de ago de 2018

COMO ENSINAR SOBRE A SALVAÇÃO PARA AS CRIANÇAS?

A paz do Senhor Jesus Cristo aos amados irmãos de todo o mundo.

Estou aqui para compartilhar um método simples que aprendi para falar às crianças sobre o que Jesus Cristo fez por nós.

Apresente a elas uma figura como esta:


Nesta figura, o retângulo de cima representa o céu, e o retângulo que fica a baixo representa a terra. Entre os dois existe um grande espaço onde nenhum homem poderia alcançar. Para explicar esta parte, você poderá fazer perguntas que vão levá-la ao entendimento, exemplo:

Se eu quiser subir no telhado de casa, o que eu preciso fazer? Ela vai responder que você precisa usar uma escada. 

E se eu quiser subir em um prédio pequeno? Usar uma escada de bombeiro.

E se fosse um prédio muito grande como o maior prédio de todo o mundo? Não tem uma escada que chegue até lá. 

Da terra até o céu é ainda mais alto, nenhuma escada pode alcançar o céu, não existia uma maneira de chegar lá. Então Deus o Pai, disse ao Seu Filho: Preciso de sua ajuda! Vá ao mundo viver uma vida sem pecados e morrer na cruz por aquelas pessoas que nós amamos. Assim elas poderão vir morar no céu conosco. 

E o Filho de Deus que sempre foi muito obediente, disse SIM! 

Então veja como ficou a nova imagem:

E assim, quando nós cremos no Filho de Deus chamado Jesus Cristo, Aquele que viveu sem pecados e morreu na cruz,  nos tornamos filhos de Deus também. E vamos morar no céu com Deus Nosso Pai.

Irmãos, que todos nós sejamos semeadores da Palavra de Deus nos corações dos nossos filhos e nas crianças que estão ao nosso alcance.

Fiquem com Deus. 

Amigo(a) do blog, deixe seu comentário

Amigo(a) do blog, deixe seu comentário