8 de ago de 2015

As duas sementes

“Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela Palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre”.
1 Pedro capítulo 1 versículo 23.

O apóstolo Pedro quando escreveu este versículo, dirigido pelo Espírito Santo, estava ensinando que existem duas sementes uma é a corruptível e a outra a incorruptível.

A semente corruptível é a semente que vai gerar um ser carnal, é aquela que o pai coloca dentro do corpo da mãe através do ato sexual. Esta vai gerar um bebê que se tornará mais tarde um homem ou mulher, um ser carnal.

Ela é chamada de corruptível porque através dessa semente, passada de geração em geração traz consigo os pecados, as enfermidades, as maldições, entre tantas outras coisas.
A outra semente, a chamada incorruptível, também vai gerar algo que é nosso ser espiritual. Aquele que não se corrompe, segundo o apóstolo Paulo em 2 Coríntios capítulo 4 versículo 16, Romanos capítulo 8 versículo 10. Esta semente é a Palavra de Deus assim como mostra o versículo acima.

Ainda no texto de 1 Pedro capítulo 1 versículos 24 e 25 mostra que a vida carnal é passageira, porém o que a semente incorruptível pode nos trazer serve para a eternidade.
Na conversa entre o Senhor Jesus Cristo e Nicodemos, o Senhor deixa claro a necessidade de nascermos de novo. A dúvida de Nicodemos que também é a de outros era: como seria possível nascer de novo? Jesus responde mostrando que todos nós que nascemos carnalmente agora precisamos ser gerados espiritualmente – João capítulo 3 versículo 6.

A respeito deste mesmo assunto Cristo nos ensina uma parábola. Está em Mateus capítulo 13 do versículo 24 ao 30. Duas sementes são apresentadas, o joio e o trigo. A boa semente vai gerar o trigo, a semente ruim o joio; Ele está mostrando como a Palavra de Deus gera vida espiritual e a semente corruptível gera a carne.

A semente boa não pode ser separada da semente ruim, a vida carnal precisa ser mantida até que a espiritual seja formada. Imagine se antes de ter essa conversa com Cristo, Nicodemos morresse? Como então ele chegaria a conhecer Cristo? Assim acontece conosco. Somos gerados carnalmente mas há um dia onde conhecemos Cristo e a semente espiritual começa a germinar dentro de nós. As duas sementes, então, coexistem, porém uma vai se sobressair à outra. Veja:

“Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; e os que são segundo o Espírito, para as coisas do espírito.” Romanos capítulo 8 versículo 5

O homem é constituído por três partes: corpo carnal, alma e espírito. A alma é a ligação entre o corpo e o espírito do homem. Quando ela se volta para as coisas do espírito é o momento que desejamos buscar o Reino de Deus, quando ela se volta para as coisas carnais é o momento que o joio está dominando.

Um exemplo bem simples a esse respeito é quando estamos com sono, nosso espírito quer orar, nossa carne dormir. Ou quando podemos estar ouvindo a Palavra, estudando-A, mas neste momento a carne quer estar num outro lugar para comer, beber e dar risada com os amigos.

Ao fazer as coisas que Deus nos ensina, estamos fazendo nosso espírito se sobressair, do contrário, ao fazer a vontade da carne é ela quem vai predominar.

Portanto, ser joio ou trigo é uma opção de cada um. Aquele que quiser pode buscar as coisas de Deus mortificando os desejos de sua própria carne. Também aquele que desejar, poderá continuar cumprindo os desejos da carne até o fim.

E o fim chegará. Assim como Jesus descreve no versículo 30 de Mateus capítulo 13, onde o joio será levado em multidões para o fogo e o trigo entrará na glória eterna do Pai Celestial.

No mesmo capítulo, agora do versículo 37 ao 43 Cristo explica aos discípulos em detalhes o significado desta parábola. O semeador é Ele mesmo, logo a boa semente é a Palavra de Deus. Os filhos do Reino são aqueles que fazem a vontade de Deus ( Mateus capítulo 7 versículo 21), os filhos do maligno cumprem apenas os desejos da carne, sobre a carne atuam os demônios pois o interesse das trevas é nos ver distantes de Cristo. A criação carnal não vem de Deus o Pai, por isso ela é dotada de pecado, enfermidades e maldições segundo o que está escrito no versículo 39.

Ainda é interessante a forma como Jesus termina essa explicação, dizendo: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça (versículo 40). Ele disse muito bem, então quem quiser ouvir e colocar em prática é comparado ao bom ouvinte.

Assim como a semente corruptível tem um progenitor (aquele que dá a vida carnal), neste caso o pai da criança, a semente incorruptível também tem, Jesus Cristo é o doador da vida espiritual. Podemos entender essa mensagem claramente quando lemos João capítulo 1 versículos 12 e 13. Aquele que crer no Senhor Jesus Cristo torna-se filho de Deus. Crer não apenas da boca para fora, mas seguindo o que dizem as Escrituras, este sim é o verdadeiro ato de crer no Filho de Deus. Este é o nascer de novo que Cristo ensinou para Nicodemos, o qual não depende do pai terreno, ele é proveniente da vontade de Deus o Pai ( versículo 13 ).

 Seguindo o texto de 1 Pedro no capítulo 2 versículos 1 e 2, nos mostra coisas que fazem parte de um amadurecimento na fé. Por exemplo, descobrimos que depois de conhecer a Cristo nossa forma de enxergar as coisas foi mudada, nossa concepção é outra. Isso faz parte de um crescimento espiritual do qual Deus desejou para nós.

E Pedro segue dizendo: “Desejai afetuosamente o leite racional”. Buscai a Palavra que ensina! Em outras palavras é isto que Pedro nos diz.

A Palavra nos orienta desde os fundamentos para a construção de Cristo dentro de nossa vida. É através dela que deixamos de ser meninos no entendimento e passamos a crescer espiritualmente. É por ela que passamos a entender como agir seguindo os ensinamentos de Cristo e gradativamente deixamos as “meninices” para viver o verdadeiro evangelho.

Espero que este estudo possa ter contribuído para seu entendimento e crescimento espiritual. Convido-o a não deixá-lo apenas na teoria mas a colocá-lo em prática, sei que essa é a vontade de Deus para nós. 

Após a leitura deste estudo, indico que leiam o estudo “Os dois evangelhos” para um entendimento maior do assunto.


Que o amor de Deus o Pai, a graça do Senhor Jesus Cristo e a comunhão do Espírito Santo esteja com você, com sua família e com todos aqueles que desejam a Palavra de Deus. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo(a) do blog, deixe seu comentário

Amigo(a) do blog, deixe seu comentário